.Guia Telefônico
Notícias » Tecnologia

Atualizado em 19/02/2020 ás 10:29h

Por que investir na educação com robótica é um bom negócio?

RED Ventures

Se você pudesse, ao pedir um empréstimo para MEI, investir em robótica… você faria isso? Pode parecer uma pergunta um pouco atípica, mas acredite: ao analisar o atual cenário da tecnologia no Brasil e no mundo, ela faz realmente muito sentido.

O aprendizado de máquina tem estado em destaque e, por conta disso, profissionais com conhecimentos em robótica, tecnologia, automação e programação têm sido requisitados em todos os lugares.

Quando falamos sobre educação e robótica, estamos nos referindo não apenas ao auxílio que a tecnologia pode dar àqueles que têm dificuldade em processos de aprendizagem, mas sobre as chamadas profissões do futuro.

Os indivíduos de destaque de amanhã já estão sendo preparados. Quanto mais cedo, melhor: a robótica pode ser inserida no cotidiano das crianças e dos jovens, de formas múltiplas e fascinantes.

Neste artigo, falaremos um pouco mais sobre a robótica e seus desdobramentos. Confira!

Antes de tudo, o que é robótica?

Trata-se de uma ciência cuja finalidade é desenvolver as tecnologias que permitem o funcionamento de sistemas múltiplos, como softwares, computadores, inteligências artificiais, robôs.

As máquinas e os robôs têm conquistado papéis cada vez mais importantes em nossa sociedade.

Se de início aumentavam a produção nas grandes indústrias, hoje atuam como secretários virtuais, guardam e sinalizam detalhes sobre as nossas agendas, oferecem informações sobre o tempo, o trânsito e os melhores caminhos a tomar e, às vezes, participam ativamente do diagnóstico de doenças e de cirurgias.

A tendência é que, com o passar do tempo, consigamos substituir a presença humana em uma série de circunstâncias complexas, sempre com o intuito de permitir que o trabalho seja feito de forma segura e mais rápida, sem colocar a vida de ninguém em risco e com pouca ou nenhuma chance de acidentes.

A máquina, como sabemos, tem capacidade de calcular probabilidades em tempo recorde. Ela consegue entender as variáveis, verificar alterações microscópicas em exames, abrir e fechar o corpo de uma pessoa sem ficar psicologicamente afetada e sem o cansaço típico de tantas horas de serviço.

Como se pode ver, estamos diante de uma verdadeira revolução. Perder a chance de fazer parte dela não é recomendado, especialmente para quem deseja estar entre os pioneiros e garantir não apenas uma carreira de sucesso, mas um espaço de destaque na sociedade.

Robótica e educação

Uma vez que estamos diante de uma área multidisciplinar, é preciso que os indivíduos interessados em estudá-la compreendam que estudos de engenharia mecânica, engenharia elétrica e inteligência artificial deverão estar em dia.

Mesmo as crianças podem ser introduzidas às questões citadas, ainda que de maneira embrionária. Atualmente, já existem escolas voltadas para o ensino dos preceitos básicos da robótica.

Em casos do gênero, a ideia é ensinar matemática de maneira lúdica e divertida, desmistificando os números como coisas de difícil entendimento. Com o passar do tempo e as diversas formas de estudo, a tendência é que a criança desenvolva raciocínio lógico, fluidez de pensamento, criatividade e até noções de planejamento.

Profissões do futuro

Com um mundo cada vez mais tecnológico e integrado - os sistemas e dispositivos que utilizamos estão em profundo diálogo o tempo inteiro -, profissões voltadas para o desenvolvimento de inteligências artificiais, de aprimoramento de aprendizagem de máquina e similares serão muito valorizadas.

Atualmente, técnicos em tecnologia e robótica já se destacam no mercado, com salários significativos, prestígio e oportunidades de conhecimento e reconhecimento em várias partes do mundo.

A educação com robótica, nesse ínterim, prepara o indivíduo para adentrar na área de sua preferência. Caso ele se afeiçoe à tecnologia, duas coisas podem ser ditas: o campo é vasto e a chance de sucesso é grande!

Alguns cursos que contam com material extenso sobre robótica são:

Engenharia Elétrica

Pessoas com esta formação atuam com a geração, a transmissão e a distribuição de energia elétrica e podem atuar em diversos âmbitos.

Há engenheiros elétricos em projetos de construção de usinas termelétricas, hidrelétricas e nucleares, em pesquisas sobre energia renovável - um assunto que está em pauta! -, em projetos de iluminação e aterramento de fios e na criação de produtos eletrônicos de empresas de grande porte.

Engenharia de controle e automação

Trata-se do profissional que planeja, desenvolve e está habilitado para operar equipamentos que visam automatizar processos que, em outro momento, necessitavam de um grande corpo de pessoas.

 

Estão envolvidos em estudos de viabilidade técnica e econômica, desenvolvimento de sistemas de computadores, criação e avaliação de algoritmos, entre outras coisas.

Participam de setores diversos, como: metalúrgica, mineração, petróleo e gás, biomedicina, construção civil.

Engenharia mecânica

Engenheiros mecânicos desenvolvem e projetam máquinas, sistemas complexos, ferramentas, veículos, computadores e uma série de equipamentos específicos da indústria mecânica.

Engenheiros mecânicos estão por trás, por exemplo, de processos que visam aumentar o rendimento dos carros, para que seja necessário gastar menos combustível por quilômetro rodado, e também no desenvolvimento de veículos elétricos ou, pasme, voadores.

Leia  a materia completa clicando aqui



RED Ventures

Comentários ( )